BLOG DE ATUALIZAÇÕES DO DOC FÁCIL - Aplicativo em VBA para a personalização e impressão de RECIBOS, NOTAS DE SERVIÇO E DAM'S com cálculos automáticos de ISS, IRRF, INSS.
Permite CADASTRAR e SALVAR "Credores", "Fornecedores" e "Históricos".
PESQUISA E EMITE 2ª VIA DA NOTA DE SERVIÇOS-
É totalmente DIRECIONADO À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (PREFEITURAS).

Informações: barraus@hotmail.com

sábado, 25 de junho de 2011

Museu Virtual de Brasília

Muito bem elaborado. É fascinante ver os videos da construção da nossa Capital, Brasília.

Sua história, mapas, documentos e muito mais podem ser conferidos no Museu Virtual de Brasília

Visitem. Vocês vão gostar.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Baixa renda terá telefone fixo a R$ 9,50

O governo anuncia na próxima semana um programa de telefones fixos para famílias e pessoas de baixa renda a R$ 9,50 por 90 minutos mensais. O início é imediato, informa reportagem da colunista Eliane Cantanhêde para a Folha.

A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o objetivo é atender as cerca de 12,6 milhões de casas beneficiadas pelo Bolsa Família, mais os aposentados rurais e os cadastrados como deficientes.

O valor de R$ 9,50 prevê a isenção do ICMS (imposto estadual), sob o argumento de que os Estados não terão nenhuma perda de arrecadação, pois o público-alvo não é usuário atualmente e, portanto, não paga nenhum imposto ou taxa em relação ao serviço.

Na hipótese de Estados que, mesmo assim, não queiram abrir mão do imposto, o preço final passará de R$ 9,50 para R$ 13,30. O valor da assinatura básica é hoje de R$ 46, segundo Bernardo.
Fonte: Folha Online - 22/06/2011

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Jornais do mundo inteiro em português. E de graça!

O Newspaper Map é uma ferramenta que te dá a oportunidade de conhecer cada jornal do planeta sem sair de casa. Mais de 10 mil publicações aparecem em sua tela e, com apenas um clique, você pode ser redirecionado para o site do veículo e até traduzi-lo, para o português, se for preciso.

Clique AQUI e confira!

É possível pesquisar jornais pelo nome, endereço, cidade, país e até a língua em que ele é escrito.  Tudo isso em uma ferramenta simples, básica, rápida e muitíssimo eficiente. Até os jornais menos conhecidos, com tiragem mínima, aparecem na tela.

Fonte: Olhar Digital

Backup do Blog

Após ver que a postagem anterior  teve seu conteúdo "parcialmente" apagado - claro, se eu tivesse feito o download do vídeo e publicado em minha conta isso não teria ocorrido - resolvi fazer um backup completo do meu blog. Como utilizo Linux fiz uma busca para encontrar as ferramentas necessárias para backup e encontrei algo publicado num outro blog que é bastante interessante e o melhor: Funciona!


Confiram (não editei nada, apenas copiei e colei! A fonte da informação está AQUI )

Num terminal, digite:

apt-get install httrack

Depois é só seguir os passos:

  1. Abra o terminal e digite httrack para iniciar o programa;
  2. Digite o nome do projeto quando aparecer "Enter project name";
  3. Agora digite o diretório que você deseja salvar o site, por exemplo, /home/seu_usuário/blog;
  4. Quando aparecer a mensagem "Enter URLs", digite a URL do seu Blog;
  5. O próximo passo tem várias opções para você escolher, no nosso caso escolha a opção 1;
  6. Para o proxy não precisa digitar nada, apenas tecle enter, a não ser que você queira usar um proxy;
  7. No próximo campo também não é necessário digitar nada, tecle enter;
  8. Agora você precisa digitar o seguinte: -*/*search* -*/*widget*, assim mesmo separado por um espaço em branco, isso vai agilizar muito o tempo de backup e não vai baixar coisas desnecessárias;
  9. Tecle Y para confirmar;
  10. Espere :D
Testei aqui, no passo 8, com um '*.*', pra baixar tudo, porém, o tempo foi interminável, então acabei desistindo. Da maneira explicada acima, foi bem rápido e gerou um arquivo de 16mb (do MPL).

Recomendo a todos que o façam, já que bkp, nunca é demais.

[]'s
Referência: http://ylog.blogspot.com/


________________________________________________________________________


Tem muita dica legal sobre Linux nesse blog. Eu já o adicionei aos meus favoritos!

domingo, 19 de junho de 2011

População de Colônia do Gurguéia cobra promessas do Governador Wilson Martins

EDITADO 22/06/2011

Que pena! O vídeo foi removido pelo autor. Não se sabe porque (alguém faz idéia?) - Imagino cenas vividas no Brasil dos anos 60...... capturaram?

É amigos, inclusive a reportagem foi removida do 180graus! Lá na página de Colônia do Gurguéia não se encontra mais nenhuma postagem do dia 16/06 pra cá.

... e depois esse mesmo portal uma vez me sondou pra ser seu correspondente aqui em Eliseu...... vão à pqp seus boiolas enrustidos patrocinadores da corrupção!

Vou deixar o texto e o link que postei só pra recordações.
_________________________________________________________


É pessoal. A população de Colônia do Gurguéia, ao contrário do povo de Eliseu Martins, não está de braços cruzados esperando que milagres aconteçam não.

Lá eles cobram o que foi prometido! Confiram no vídeo encontrado no youtube e publicado no portal 180graus:


Lembram as que ele fez por aqui? Não só ele, mas outros GESTORES prometeram muita coisa pra nosso povo......

Efeito da Eletricidade no Corpo Humano


A eletricidade é muito perigosa para a nossa saúde, ela pode causar lesões graves no corpo humano,  de várias maneiras. Pode agir sobre o SNC, Sistema Nervoso Central da vítima, ou sobre o coração, produzindo perda reversível da consciência ou a morte. O calor produzido pela ação da passagem da corrente elétrica pode também coagular os tecidos e produzir necrose. Por último, os espasmos musculares violentos provocados pelo choque podem causar lesão dos ossos ou dos tecidos moles.
Podemos destacar que a corrente é ainda mais importante que a tensão na  choque. A intensidade da corrente elétrica depende da tensão e da resistência dos tecidos, principalmente da pele. A resistência da pele diminui com a presença de umidade. O suor, por exemplo, reduz drasticamente a resistência da pele: quando está seca, fica entre 100 e 600 mil ohms; quando molhada, pode cair a 1.000 ohms ou menos. A resistência interna do corpo humano é muito menor. É por esta razão que a corrente se torna muito mais perigosa se entrar no corpo através de um corte ou outro tipo de ferimento na pele, como uma queimadura, o que pode acontecer quando o contato com a fonte de eletrocussão é prolongado.

EFEITOS DA ELETRICIDADE NO CORPO HUMANO
CORRENTE CONSEQUÊNCIA
1 mA Apenas perceptível
10 mA “Agarra” a mão
16 mA Máxima tolerável
20 mA Parada respiratória
100 mA Ataque cardíaco
2 A Parada cardíaca
3 A Valor mortal

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Copa América 2011 será transmitida ao vivo pelo YouTube (Menos para o BRASIL!)

O YouTube fechou uma parceria direta com a Traffic Sports, a detentora exclusiva de quaisquer direitos comerciais globais da Copa América, para transmitir o torneio, desde o começo, em uma página oficial:

Copa América ao Vivo

Mais de 50 países de todo o mundo terão a possibilidade de assistir e vibrar com os jogos através da internet. A notícia, até aqui, soa muito ótima, mas não para os brasileiros. Infelizmente, por causa de acordos que envolvem direitos de transmissão pela televisão, o Youtube terá que vetar o acesso dos computadores no Brasil. Qualquer pessoa, no Brasil, que tentar acessar o link do Youtube para assistir os jogos da Copa América dará de frente com uma página avisando que a transmissão não será possível.

Fonte: baixebr.org

Senado aprova empresa de sociedade limitada com uma só pessoa

por GABRIELA GUERREIRO 

O Senado aprovou nesta quinta-feira projeto que permite a abertura de empresa de sociedade limitada por uma única pessoa, sem a necessidade de no mínimo dois sócios para viabilizar o seu funcionamento.

No modelo atual, para abrir uma empresa nesse formato é necessária a presença de pelo menos duas pessoas.

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) já havia aprovado o projeto em caráter terminativo no dia 1º de junho, mas houve apresentação de recurso que forçou a votação do texto em plenário. Em votação simbólica, os senadores referendaram hoje a aprovação do projeto --que segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Pelo texto, fica criada no Código Civil a figura do "empresário individual de responsabilidade limitada". Somente o patrimônio social da empresa responderá pelas suas dívidas, sem a possibilidade de se confundir com o patrimônio da pessoa que a constitui --com base em sua declaração anual de bens.

O projeto determina que a totalidade do capital social da empresa de responsabilidade limitada não deve ser inferior a R$ 54,5 mil, cem vezes o valor do salário mínimo do país.

"Quando você abre hoje uma empresa sozinho, o seu patrimônio individual fica comprometido. Agora, não mais. É um grande passo para acabar com a informalidade ou com os laranjas nas empresas", disse o senador Francisco Dornelles (PP-RJ), relator do projeto na CCJ.

O senador justificou o texto ao afirmar que o seu objetivo é permitir ao empresário explorar individualmente uma atividade econômica sem colocar em risco os seus bens particulares, nem criar sociedades para mera figuração.

O projeto prevê que se aplicam às empresas individuais de responsabilidade limitada as mesmas regras previstas para as sociedades limitadas.

O nome empresarial deve ser formado pela expressão "Eireli" logo depois da firma ou da denominação social da empresa. Fica proibido ao empresário individual de responsabilidade limitada figurar em mais de uma empresa dessa modalidade.
Fonte: Folha Online - 16/06/2011

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Receita Federal alerta para golpe por correspondência

Várias pessoas relataram terem recebido uma carta com o logotipo da Receita Federal e um endereço eletrônico para ser acessado para "regularização cadastral".

NÃO ACESSE! É UM GOLPE! Se você acessar o endereço eletrônico enviado poderá ter seus dados roubados.

Qualquer regularização ou alteração cadastral só deve ser feita no site oficial da Receita Federal é http://www.receita.fazenda.gov.br/

Clique aqui para ver a matéria que foi ao ar no Jornal Nacional de 15/6/2011.

Veja cópia da carta enviada pelos golpistas:

Receita Federal
 
Fonte: SOS Consumidor - Serviço de Orientação ao consumidor - 16/06/2011

terça-feira, 14 de junho de 2011

DocFácil 2.4

O DocFácil agora está muito mais fácil e prático para trabalhar. Apenas três páginas para edição: Credores, Dados e Históricos. Tudo muito simplificado, uma vez que foram eliminadas as planilhas "Calcule, Empresas e Informes".

Também foi adicionado uma coluna na planilha "Imposto" (aquela que é gerada quando se clica no botão "Gerar Valores para DIRF") - trata-se da coluna nº da nota. Nessa coluna fica gravado o número da nota emitida, o que facilita sua posterior reimpressão, uma vez que todos os dados estarão salvos na planilha "Imposto".

No DocFácil anterior, havia uma limitação no número de dependentes (3). Essa limitação foi retirada. Agora podem ser informados tantos dependentes quanto forem necessários (desde que se comprove que realmente existam, é claro!).

Foi inserida uma nova planilha intitulada "Dam Avulsa", para a emissão de dam's avulsas (IPTU, ITBI, e outras taxas). Em ambos os modelos de DAM agora é possível informar o número da conta corrente para o depósito dos tributos, ou seja, cria-se a nota, imprime-se a DAM e solicita que o prestador dos serviços vá até a agência indicada e faça o depósito na conta informada.

Foi criada uma planilha dentro da pasta do DocFácil, chamada "Tabelas" (o link para ela fica dentro da planilha "Dados", no símbolo "=" no canto inferior direito) para que anualmente ou sempre que necessário sejam informados ou atualizados os percentuais referentes ao Imposto de Renda (IRRF) e INSS, desta forma não há mais a necessidade do envio anual por mim do DocFácil, a não ser quando se tratar de uma nova versão que inclua alguma funcionalidade a mais.

No instalador do DocFácil foi inserido o Setup de uma Impressora Virtual, cujo atalho para instalador é adicionado automaticamente na área de trabalho após a instalação do DocFácil. Essa impressora virtual permite que se imprima os documentos diretamente para uma pasta específica sendo possivel salvá-los no formato PDF para posterior conferência e/ou reimpressão.

Como pode ver, muitas coisas mudaram no DocFácil.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Anatel aprova telefone popular a R$ 13,80

por SOFIA FERNANDES

O conselho diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou nesta quinta-feira (2) a terceira revisão do PGMU (Plano Geral de Metas de Universalização), que reúne as diretrizes para expansão da telefonia fixa para até 2015.

Uma das medidas do plano aprovado hoje está a oferta de plano básico de assinatura de telefonia fixa para baixa renda a R$ 13,80. O público alvo é o universo de 13 milhões de beneficiários do Bolsa Família. As empresas também se comprometem a expandir a telefonia fixa na zona rural, em escolas e postos de saúde em todo o país.

O plano deveria ter entrado em vigor em janeiro deste ano, junto com a assinatura de novos contratos com as concessionárias de telefonia. Desentendimentos entre empresas e governo sobre metas de expansão de infraestrutura de banda larga, fontes de financiamento e telefonia rural atrasaram a negociação.

O texto aprovado hoje cede em alguns pontos para as empresas, que não queriam investir na construção de backhaul, que são como estradas por onde passa o tráfego de dados até as cidades. Na visão das empresas, elas já cumpriram suas metas de expansão de rede e não precisariam investir mais nesse ponto.

Em vez de construção de infraestrutura, as empresas deverão se comprometer com a venda de internet a 1 mbps por até R$ 35. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, metas específicas serão definidas por decreto presidencial. A Anatel decidiu hoje também a abertura do mercado de TV a cabo para as teles.
Fonte: Folha Online - 02/06/2011

Quando o barato sai caro

Promoções adquiridas em sites de compras coletivas podem acabar causando prejuízo
por Larissa Winge Piazzi


Os sites de compras coletivas, que promovem promoções com grandes descontos em vários setores do comércio, são sucesso no Brasil há cerca de um ano. Porém, apesar da grande procura e do súbito crescimento no número de sites com ofertas - segundo dados do site Bolsa de Oferta, em fevereiro de 2011, o País já contava com 1025 sites de compras coletivas -, alguns clientes tem apontado falhas em serviços adquiridos através dessas ferramentas.

Para que as promoções sejam viáveis, sites que oferecem ofertas com até 90% de desconto através de compras em conjunto devem vender o serviço para um número mínimo de clientes em um determinado prazo, estipulado previamente. Se o número de vendas é atingido, a oferta á ativada. Contudo, um dos grandes problemas atualmente não é a falta de compradores, mas o excesso. Algumas empresas que participam dessas promoções não esperam uma demanda tão grande pelo produto e, muitas vezes, não têm estrutura para atender a todos.

A estudante de comunicação da UFRGS Luciane Fontoura costumava adquirir ofertas em sites de compras coletivas. No entanto, após enfrentar diversos transtornos em relação ao tratamento e a qualidade dos serviços, ela deixou de comprar dessa forma. "O atendimento geralmente é péssimo! Parece que se está pedindo um favor. Em uma casa noturna de Porto Alegre me colocaram em uma mesa bem longe da pista e agruparam todas as pessoas que tinham adquirido cupons através do site. Foi humilhante!" A estudante também cita situações em que a comida é mal servida. "Alguns restaurantes dão aos clientes com cupons porções menores do que as normais".

Além de serviços de gastronomia, o tratamento recebido por empresas de outros setores fizeram Luciane deixar as compras coletivas de lado. "Compramos cupons de uma manicure e tentamos marcar o serviço, mas ela nunca tinha horário. Ligamos até que ela resolveu nos agendar para um dia antes do vencimento do cupom. Chegamos lá e ela tinha fechado o dia para quem havia comprado cupons da promoção. Não estávamos agendadas coisa nenhuma! Esperamos seis horas para sermos atendidas. Pelo menos, para não deixar as clientes tão irritadas, organizaram promoções e eu até ganhei uma escova progressiva. Mesmo assim não adiantou nada, não volto nesse salão". Segundo a estudante, ao invés de atrair os clientes através dos sites de compras coletivas, as empresas os afastam com a deficiência na prestação do serviço. Luciane garante que não será mais cliente da maioria dessas empresas. "Não voltaria a quase nenhum desses lugares. Eu comprei muitos cupons e, mesmo assim, dá para contar nos dedos as vezes em que fui bem atendida".

Luciane não foi a única que teve problemas. Juliana Matte Winge, jornalista, também costuma adquirir cupons através dessas ferramentas e relata alguns problemas que enfrentou, principalmente em clínicas de estética. "Comprei sessões de depilação a laser em outubro do ano passado e quando fui marcar me informaram que os horários disponíveis para a oferta eram somente uma vez por semana. No total, são seis sessões e até agora só consegui fazer uma". Juliana acredita que as empresas com aspecto mais elegantes são as que oferecem pior serviço ao atenderem um cliente com cupom promocional. Ela também relata que em algumas promoções, ficou surpresa quando as empresas citaram restrições que não estavam escritas no cupom. "No cupom de uma oferta de vinhos dizia que se podia escolher três garrafas de uma loja e que estavam incluídos todos os produtos da carta. Ao chegar lá, o atendente me disse que apenas meia dúzia dos vinhos faziam parte da promoção". Juliana acredita que empresas que agem assim afastam o consumidor. "Continuo comprando em sites de compras coletivas, mas reduzi muito. Agora compro só quando acho que realmente vale a pena. Nos lugares que fui porque comprei ofertas, só vou voltar naqueles em que fui bem atendida".

Alguns clientes insatisfeitos foram à justiça reclamar os seus direitos. Em janeiro, o site Clube Urbano - Groupon vendeu cupons para uma oferta que causou tumulto na capital carioca. Muitas pessoas que compraram ingressos para o evento através do site não puderam entrar. Outro caso com repercussão nacional, também envolvendo o mesmo site, aconteceu no último dia 6 de maio. Um cliente que comprou através do site oferta de 50% de desconto em uma pizza grande (a pizza que custava R$ 30 estava sendo vendida por R$ 15) em um restaurante do Rio de Janeiro teve seu cupom recusado. O comprador pediu na justiça indenização de R$ 5 mil.

Trinta reclamaçõe por mês

O diretor-executivo do Procon de Porto Alegre, Omar Ferri Júnior, afirma que em casos de problemas com cupons de promoção, tanto a empresa como o site são responsáveis. "Em primeiro lugar, o fornecedor do serviço deve responder pelo problema. Porém, quem intermedeia a venda da oferta, nesse caso, o site, é correponsável". Em Porto Alegre, o Procon recebe em média 30 reclamações por mês relacionadas a esse tipo de comércio, principalmente de ofertas adquiridas nos dois maiores sites: Peixe Urbano e Groupon. Ainda assim, o diretor-executivo acredita que há clientes prejudicados que não recorrem ao Procon. "Muitos não só deixam de reclamar como não usam o produto ou serviço, o que lhes causa prejuízo". Entre as queixas estão, principalmente, a falta de disponibilidade das empresas cadastradas (em casos de clínicas estéticas ou tratamentos odontológicos, por exemplo, em que não há horários disponíveis de atendimento) e a validação dos cupons (muitos vencem rapidamente, outros somente são válidos meses após a compra ou ainda há casos em que o uso é restrito a datas pré-definidas). Omar Ferri Júnior também aponta o excesso da venda de certas ofertas como um problema. "Às vezes, uma promoção tem 40 mil compradores e muitas empresas cadastradas não estão preparadas para atender uma demanda tão grande de clientes".

Apesar de ser uma opção vantajosa, ao adquirir ofertas em sites de compras coletivas, o consumidor deve tomar alguns cuidados. "Os valores são atrativos, porém, é importante prestar atenção no prazo de validade do cupom, nas datas e horários que pode ser utilizado e em como deve ser consumido. O comprador deve ler as regras atentamente e não adquirir muitos cupons de uma só vez, pois pode ser que não os consiga utilizar no prazo estabelecido", afirma Ferri Júnior. O diretor-executivo também alerta os consumidores em relação a serviços de estética. "Principalmente as mulheres, que são as que mais compram essas ofertas, devem saber que os cupons, muitas vezes, só podem ser utilizados seis meses após a compra. Além disso, ao adquirir o serviço não conseguem marcar horário e o cupom vence". O ideal, segundo ele, é entrar em contato com a empresa antes de pagar pelo produto. O Procon aconselha que os clientes tomem precauções em relação ao cupom. "Ao comprar a oferta, o cliente deve guardar toda a documentação. É importante imprimir as páginas para comprovar a compra caso o cupom não seja recebido posteriormente por problemas administrativos do site ou até mesmo no computador", afirma o diretor-executivo. Qualquer problema apresentado nos cupons ou serviços deve ser comunicado ao Procon para que o cliente não seja prejudicado.

Os sites de compras coletivas devem obedecer ao Código de Defesa do Consumidor e respeitar os direitos dos clientes. O diretor-executivo do Procon de Porto Alegre faz um alerta principalmente para os casos em que o cliente se arrepende da compra. "O artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor é válido em qualquer circunstância. O consumidor tem sete dias, o chamado prazo de arrependimento, para voltar atrás e pedir ressarcimento. O fornecedor (nesse caso, o site) é responsável por devolver todo o valor pago ao cliente".

Para evitar problemas, antes de pagar pela oferta, o cliente deve observar a data de validade do cupom e restrições para seu uso. Como as ofertas são oferecidas para muitas pessoas, o comprador pode acabar utilizando o serviço meses após a compra. Também é importante marcar horário (se for o caso) imediatamente após adquirir a oferta. Há casos em que só há datas disponíveis de atendimento após vencimento do cupom.
Professor de administração da PUCRS e doutor em tecnologia da informação, Leonardo Rocha acredita que os sites de compras coletivas são uma boa ferramenta de comunicação para empresas, principalmente as que estão se lançando no mercado. Em sua opinião, a responsabilidade em relação à prestação de serviço deve ser atribuída principalmente às empresas parceiras e não ao site. "Se as empresas ofertam algo, devem atender da melhor forma, para que o cliente volte".
Para o professor, a ferramenta deve continuar no mercado, mas não em larga escala. "Hoje existe uma série de site de compras coletivas. Porém, devem firmar-se no mercado apenas os sites que tem mais força. Ao longo do tempo, as pessoas se fixarão em alguns poucos sites. Mas, acho provável que esse tipo de serviço dure no mínimo mais dez anos".

Com a venda das ofertas, os sites de compras coletivas ganham em média 50% sobre o valor do cupom, ou seja, o lucro das empresas parceiras é baixo. A Diretora de Comunicação do Peixe Urbano, Letícia Leite, destaca como benefícios para as empresas parceiras a divulgação da marca e a possibilidade de fidelização de novos clientes. "A exposição das empresas é grande em um espaço curto de tempo. O nosso site tem cerca de 20 milhões de acessos por mês e, junto a isso, a divulgação das ofertas é feita também em redes sociais. As empresas que ofertam não devem buscar o lucro rápido através do site, mas sim usar as ofertas para atrair novos clientes e, oferecendo um bom serviço, fidelizar-los". Em relação ao excesso nas vendas dos cupons, Letícia afirma que o Peixe Urbano, depois de enfrentar problemas com números muito altos de compradores, trabalha com limite de vendas, que é calculado conforme certos fatores, tais como estrutura da empresa e tipo de serviço oferecido.

O Peixe Urbano aconselha que em casos de problemas com serviços ou cupons, seja feito contato com o site. "Analisamos caso por caso. Quando é relacionado à prestação de serviços, intermediamos um diálogo com a empresa. Na grande maioria das vezes, a empresa parceira que resolve, afinal é seu interesse a satisfação do usuário". De acordo com Letícia, se o problema não é resolvido, o Peixe Urbano oferece ressarcimento ao cliente ou créditos para futuras compras. Letícia afirma que antes de selecionar uma empresa, o Peixe Urbano avalia a qualidade do serviço, a credibilidade e a estrutura da empresa. No entanto, reconhece que algumas empresas não sabem utilizar a ferramenta.

"Sem dúvida a má prestação de serviços é uma contradição. Acredito que isso esteja evoluindo, afinal o modelo é novo ainda. As empresas parceiras estão buscando entender como usar o site e cada vez mais tem aprimorado o serviço". O site Peixe Urbano possui nove milhões de usuários no Brasil.

O site Clube Urbano - Groupon informou que a empresa reforça constantemente regras e padrões de atendimento com seus parceiros e disponibiliza sua área de serviço de atendimento para clientes que não estejam satisfeitos. Segundo a empresa, as ofertas visam atender as necessidades dos usuários e que, quando algo impede esse processo, o Groupon tenta resolver junto ao cliente. O site também afirmou que tem como compromisso oferecer as melhores ofertas de produtos e serviços de alta qualidade.

O pedido de indenização de R$ 5 mil dirigido ao Groupon ainda não teve sentença definitiva. Através de email, o site informou que o recurso será interposto e que detalhes adicionais poderão ser dados apenas quando houver detalhamento do recurso. O Groupon oferece serviços e produtos em 49 cidades brasileiras e possui mais de 10 milhões de usuários cadastrados no Brasil.

Fonte: Jornal Oi - 02/06/2011

 

Receita vai parar de emitir cartão CPF em formato plástico

A Receita Federal informou que não vai mais emitir o cartão CPF em formato plástico a partir da próxima segunda-feira (6).

O órgão vai emitir apenas o comprovante de inscrição no CPF, que é gerado no ato de pedido do documento. Também será possível imprimir o CPF na página da Receita Federal na internet (www.receita.gov.br).

"Órgãos públicos e pessoas jurídicas em geral não devem solicitar ao cidadão a apresentação do cartão CPF em formato plástico para efeito de comprovar a sua inscrição no cadastro CPF", informou o órgão.

A Receita informou que essa comprovação poderá ser feita por meio da apresentação de documentos como carteira de identidade, habilitação, carteira de trabalho, carteira de identidade profissional, carteiras funcionais emitidas por órgãos públicos, cartão bancário, talão de cheques e outros documentos que tenham o número de inscrição no CPF.

Também poderão ser aceitos comprovantes de inscrição no CPF. Os cartões que já foram emitidos também poderão ser usados.

De acordo com a Receita, a segunda via do comprovante de inscrição no CPF pode ser impressa quantas vezes forem necessárias, sem custo, no site da Receita. A autenticidade do documento também pode ser checada via internet, por qualquer pessoa.
Fonte: Folha Online - 02/06/2011

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Brasileiros se apavoram e adoecem com endividamentos

Pesquisa médica constata essa realidade

Nesta última semana, uma série de estudos sobre o Brasil, publicada pela revista médica inglesa The Lancet , revelou que as doenças mentais são as responsáveis pela maior parte de anos de vida perdidos no país devido a doenças crônicas; passando a ocupar lugar de destaque entre os problemas de saúde pública do país.

A metodologia utilizada por The Lancet calcula tanto a mortalidade causada pelas doenças, como a incapacidade provocada por elas para trabalhar e realizar tarefas do dia a dia. Segundo esse cálculo, problemas psiquiátricos foram responsáveis por 19% dos anos perdidos. Entre eles, pela ordem, os maiores vilões são a depressão – cujos sintomas já atingiram 18% a 30% dos brasileiros, psicoses e dependência de álcool.  

Quais São as Verdadeiras Causas Disso?   

Segundo o psicoterapeuta Alessandro Vianna, nas grandes metrópoles as pessoas estão cada vez trabalhando mais, perdendo tempo com deslocamentos e tendo menos momentos de lazer, para curtir a família, ou praticar um hobby; ou seja, estão perdendo qualidade de vida.  

Por isso, elas desenvolvem mecanismos de compensação, buscando formas de prazer mais imediatas que, porém, se sustentam menos; como a conquista de bens materiais, ascensão social, alcoolismo e mesmo drogas.  

Para Vianna, uma das mais graves decorrências desses mecanismos é a ilusão gerada pelo “comprar”. Muitos compensam o remorso de não acharem tempo para se dedicarem aos filhos dando-lhes presentes. Essa culpa gera ainda um medo "monstruoso" de colocar limites e punir os filhos quando necessário; já que pais ausentes não desejam que a maior parte dos poucos contatos com eles sejam de críticas e corretivos. Nesse caso, esses pais sofrem no dia a dia e correm o risco de sofrerem mais a médio prazo, quando virem que estão criando jovens desajustados; ou seja, tornam-se sérios candidatos à depressão continuada e crescente.  

Leia também: Dicas para você não entrar em desespero  

O psicoterapeuta acredita que outras consequências do “comprar” como forma de prazer imediato que não se sustenta, são o endividamento e o descontrole financeiro: “Isso as obriga a trabalhar mais e mais, tendo menos tempo ainda, e sofrerem com a falta de dinheiro, com o enfrentamento de cobranças e com o poder de compra cada vez menor” –  analisa.  

Vianna explica que, desse ponto ao alcoolismo e às drogas, a distância é curta e o estado de psicose aguda acaba sendo mera consequência de tudo isso.   

Entidade de Defesa do Consumidor Tem Essa Mesma Percepção  

O mesmo que os psicoterapeutas constatam diariamente em seus consultórios, os especialistas da Associação Brasileira do Consumidor vêm verificando nos seus atendimentos ao público: pessoas desesperadas, perdidas e sem condições de raciocinar, por conta de dívidas e falta de dinheiro no cotidiano.  
Para o presidente da Associação, o Consultor e Educador Financeiro Marcelo Segredo, essa pesquisa médica e as confirmações do Dr. Alessandro estão clareando essa percepção prática da Entidade.  

Segredo diz que, em função do estado psicológico com que as pessoas chegam à Associação, além de ajudar as pessoas e famílias a administrarem sua recuperação financeira e a libertação das suas dívidas, a Entidade passou a trabalhar também em Educação Financeira; mostrando-lhes os caminhos para uma situação confortável – que implica em evitar endividamentos: “Desenvolvemos uma metodologia prática e eficaz, fazendo com que o cidadão identifique onde está errando e o ensinamos a recuperar-se” –  informa.

Segredo revela que outro grave fator que leva consumidores ao desespero é o medo do nome negativado, já que a maioria das empresas não contrata pessoas nessas condições, e as que estão empregadas correm o risco de serem demitidas. 

Pesquisa da Serasa Aponta Piora no Endividamento e Maiores Taxas de Juros   

Pesquisa da Serasa divulgada nesta última 3ª feira mostra que a quantidade de brasileiros que deixaram de pagar as contas cresceu 17,3% entre abril de 2010 e abril deste ano. E que, com isso, a taxa de juros para pessoa física também sobe, porque 32% do valor da taxa de juros é acréscimo adicionado para cobrir a inadimplência.

A pesquisa mostra que banqueiros, lojistas e economistas acham que a inadimplência vai continuar em alta nos próximos meses e isso provocará também a diminuição da oferta de crédito.  

Diante disso, Marcelo Segredo alerta ao consumidor que a hora é de reflexão: “É importante que as pessoas não se endividem, ainda mais para comprar o que não precisam muito.

A situação do mercado está piorando e, quem souber esperar um pouco, com dinheiro na mão, vai comprar mais barato” – prevê.   Segredo lembra que, além do mais, o descontrole financeiro pode deixar o endividado doente.Repassando aos que o procuram os conselhos dos psicoterapeutas, ele recomenda que procurem valorizar os bens reais da vida, que não podem ser comprados; como a convivência em família, o lazer e um tempo de vez em quando para si mesmo.   

Finalizando, arremata: “E, para isso não é preciso gastar. Quanto você precisa pagar por um abraço do seu filho?”.
Fonte: Ausepress - 01/06/2011

Liberdade. Eu cultivo!